FICHA TÉCNICA

A BÚSSOLA DE OURO
Autor: Philip Pullman
Ano de Lançamento: 2017
Nº de páginas: 344
Editora: Suma de Letras
Compre na Amazon:


SINOPSE

Lyra Belacqua e seu daemon, Pantalaimon, vivem felizes e soltos entre os catedráticos da Faculdade Jordan, em Oxford. Até que rumores invadem a cidade – são boatos sobre os Papões, sequestradores de crianças que estão espalhando o medo pelo país. Quando seu melhor amigo, Roger, desaparece, Lyra entra em uma perigosa jornada para reencontrá-lo. O que ela não desconfia é que muitas outras forças influenciam seu destino e que sua aventura a levará às terras congeladas do Norte, onde feiticeiras e ursos de armadura se preparam para uma guerra. Embora tenha a ajuda do aletiômetro – um poderoso instrumento que responde a qualquer pergunta –, nada a prepara para os mistérios e a crueldade que encontra durante a viagem. E, mesmo que ainda não saiba, Lyra tem uma profecia a cumprir, e as consequências afetarão muitos mundos além do dela.


RESENHA – A BÚSSOLA DE OURO

Assim como uma forte tempestade de areia, entre encontros e desencontros eles marcham em sentidos diferentes, mas nada nessa vida pode mudar o que foi traçado. Aliás, qual é o seu destino? Pegue a bússola. Viagens de balões, bichos de estimação, ursos de armaduras, bruxas, batalhas épicas e uma conspiração. Talvez a inocência de uma criança seja a única solução.  “A Bússola de ouro” é o primeiro livro da trilogia Fronteiras do Universo de Philip Pullman. Uma obra de fantasia surpreendente que tem todos ingredientes de um livro infantil, vendo superficialmente. Mas de ingênuo não tem nada, visto que o próprio aborda assuntos polêmicos.

“Mas não se pode mudar o que a gente é, só o que a gente faz.”

Lyra Belacqua é uma criança serelepe que reside na universidade Jordan, em Oxford. Juntamente com seu “Daemon”, Pantalaimon, sob os cuidados do reitor. Foi criada pelos estudiosos e cresceu meia indisciplinada, não dando muitos ouvidos aos responsáveis. A jovem curiosa vive se metendo em confusão. Em sua última aventura, ficou escondida dentro de um guarda-roupas e ouviu conversas sigilosas do seu tio Lord Asriel, que inclui universos paralelos e seres horripilantes.

Há rumores que crianças andam desaparecendo sem explicações, e cada boato tem interpretações diferentes. Muitos o nomeiam como “Papões” que são os sequestradores de crianças em busca do “pó”, no entanto ninguém sabe como eles agem. Lyra é uma garota extrovertida e faz amizade facilmente, porém o pior está por vir, seu melhor amigo Roger é sequestrado, e ela tem certeza que foram os papões. Sua vontade é de procurá-lo, mas ela acaba de se apoderar do “Aletiômetro” e sua vida acaba tomando um outro rumo.

“Os poderes deste mundo são muito grandes. Homens e mulheres são movidos por ondas muito mais violentas do que você pode imaginar, arrastando todos para a correnteza.”

Depois de alguns acontecimentos, Lyra vai para o norte resgatar seu melhor amigo, que talvez seja o seu destino. No caminho encontrará ciganos, bruxas e um futuro aliado, Iorek Byrnison, o grande urso de armadura que embarcará em altas aventuras com direito a passeio de balões, revelações e batalhas memoráveis. E, mesmo que ainda não conheça, Lyra tem uma profecia a realizar, e as consequências afetarão diversos universos além do dela.

A Bússola de Ouro no começo pode parecer uma obra ingênua, mas ao decorrer das páginas, Pullman consegue fazer da história uma exploração surpreendente e muito madura da natureza das políticas de poder, das diferenças culturais e da ideologia religiosa.

“Todos nós somos sujeitos aos fados, mas temos que fingir que não somos, ou morreríamos de desespero.”


SENTENÇA

Uma obra de fantasia que parece inocente, no começo, visto que é considerado um livro infanto-juvenil. Porém ao decorrer da trama vemos críticas fortes ao cristianismo sem ambiguidade. Se você não tem problema com esse tipo de pensamento, terá uma excelente história de fantasia riquíssima e muito bem-feita, de leitura rápida e interessante, com relação a personagens, os daemons, e o universo criado. Um livro que merece sua atenção.

Comentários

Comentários